Água  

O aquecimento global, o desmatamento, a contaminação e o desperdício estão acabando com as reservas hídricas do planeta. O Brasil não está muito longe de um colapso no abastecimento de água devido a diminuição do volume de chuvas no últimos anos. Não há motivos para pânico, ainda, mas o problema merece muita atenção.

O desmatamento: As árvores captam as águas dos lençóis subterrâneos e as levam, em forma de vapor, para a atmosfera, formando nuvens. O desmatamento diminui a quantidade de árvores, consequentemente a quantidade de vapor, a quantidade de nuvens e a quantidade de chuva.

A contaminação: Com a falta de chuva, a opção seria buscá-la nas reservas naturais. Contudo, essas reservas estão, cada vez mais, sendo contaminadas por poluentes industriais e por esgoto sem tratamento. 47% dos brasileiros não possuêm rede de esgoto. 80% a 90% dos casos de internação são devidos à água contaminada.

Parece antagônico, uma vez que a Terra é considerado o Planeta Água. Contudo, apenas 0,007% de toda a água do planeta pode ser captada para uso. No Brasil, 75% da água doce está localizada na Amazonia, cujo a população corresponde a apenas 5% da população do Brasil.

Atualmente, o estado de São Paulo produz metade da água que consome e já existe racionamento em vários municípios.

Vazamentos e ligações clandestinas desperdiçam mais da metade da água produzida.

Dicas Para Não Esbanjar Água

Como Evitar o Uso de Água Contaminada

O sinal de alerta pode ser um cheiro forte ou alterações na cor. Mas mesmo sem esses indícios a água pode estar contaminada. Rachaduras nas cisterna, caixa d'água mal tampada ou filtro de cozinha saturado de impurezas são descuidos que enchem de bactérias o copo do consumidor. A seguir o que fazer em casa para que isso não aconteça:

  1. Lavar caixas e cisternas: A lavagem deve ser feita a cada semestre. Se houver cheiro ou cor diferente na água, é preciso lavar logo, mesmo antes do prazo.

  2. Vedar as caixas d'água: As tampas devem ser vedadas para evitar contaminação e fechadas com cadeado para que sejam abertas indevidamente.

  3. Observar se há infiltrações: Caixas e cisternas devem ser inspecionadas com frequência para ver se há rachaduras ou outras formas de infiltração. Os problemas detectados têm que ser consertados rapidamente para que a água não seja contaminada.

  4. Não adicionar cloro: A água tratada pela Companhia de Águas recebe quantidade suficiente de cloro para garantir a sua qualidade. Mas se for água de poço, deve ser fervida antes do consumo.

  5. Limpar o filtro: A vela do filtro de cozinha deve ser lavada a cada dois meses para que cumpra bem sua função.

Principais doenças relacionadas com a água 

Por ingestão de água contaminada: 

Por contato com água contaminada: 

Por meio de insetos que se desenvolvem na água: 

Cólera, febre tifóide e paratifóide são as doenças mais frequentemente ocasionadas por águas contaminadas e penetram no organismo via cutâneo - mucosa como é o caso de via oral.